Acerca da partida

"Absolutamente inconformado com o mundo em que me foi dado viver, o que, apesar de tudo, quero viver - o que eu procuro é um ponto de partida (seja o Inferno, ou o Paraíso perdido), porque só a partir daí poderei, poderemos, fundar os alicerces da esperança. Não quero o apaziguamento mas a dor e alegria extremas, onde nada nos espera, aparentemente, mas donde possamos ver o mundo todo. Todo um caminho a percorrer. "

Ernesto de Sousa, in Todo um caminho a percorrer, Cartas do Meu Magrebe

Comments